domingo, 20 de abril de 2008

A herança de Bento e a liberdade de expressão na Arte

João Paulo II sodomizado, sem liberdade de expressão!


Há algum tempo, bem recentemente, o artista holandês Ivo Hendrick causou a maior polêmica na Espanha com sua exposição de imagens pornográficas na qual o enterrado Papa João Paulo II aparece em uma cena de sodomia. O arcebispo de Ibiza, Vicente Juan Segura, exigiu a suspensão da exposição. No entanto, a prefeitura da cidade recusou o pedido, reivindicando o direito à "liberdade de expressão".
Na exposição, realizada na antiga igreja de Santa Maria das Graças, que teve seu uso concedido pelas autoridades eclesiásticas à prefeitura, há uma colagem de imagens pornográficas do artista holandês Ivo Hendrik, na qual também aparece Jesus Cristo junto de outros personagens da iconografia católica, misturados com cenas de sexo homossexual. O argumento do arcebispo de Ibiza pediu "a imediata retirada das imagens que ofendem os sentimentos dos católicos", ameaçando também suspender a concessão destinada às manifestações culturais na velha igreja em desuso e recorrer à Justiça. Todavia, a prefeita, Lourdes Costa, afirmou que defenderá "até as últimas conseqüências" a "liberdade de expressão e de criação" e que não irá "censurar, nem antes, nem depois de alguma manifestação artística". (ANSA)
Ora, pois pois, como diria o velho sábio. Esta velha polêmica de liberdade de expressão gera um mal estar enorme em quem trabalha diretamente com a arte. Principalmente quando se tem plena certeza de que a Igreja Católica não trabalha 100% com transparência em relação àquilo que apregoa. Haja vista os casos de escândalos sexuais ocorridos em vários arcebispados, pelos quais pagou tal igreja trilhões de dólares. A arte é maior do que qualquer dogma, do que qualquer fé, pois é a manifestação da vontade legítima do homem, sem culpa, sem pecado, sem hipocrisia. E ainda mais, sem velamento do que há de errado acontecendo nas clausuras dos seminários e nas escolas pelo mundo afora onde crianças são molestadas por pedófilos de vestido!
Outra coisa é essa ridícula homofobia do Vaticano. João Paulo II mesmo era homofófico de carteirinha, mas quem pode nos garantir que não teve, pelo menos uma vez na vida, uma experiência homoerótica? NINGUÉM! Segredo de sacristia! Aliás, na Espanha o El Mundo trata a questão com essas palavras: “Mientras que el Obispado exigió ayer la retirada «inmediata y urgente» de las obras del holandés Ivo Hendrick con la advertencia incluso de «consecuencias jurídicas», el Consistorio ibicenco respondió que «jamás aplicará ningún tipo de censura a la expresión artística».
Em um contundente comunicado de imprensa, o prelado de Ibiza, Vicente Juan Segura, qualificou as bricolagens de Ivo Hendrick expostas no edifício de propiedade da Igreja como uma «ofensa a los sentimientos de los católicos» e uma «injuria a las personas», "por lo que advirtió a los responsables municipales que se revisarán los acuerdos de cesión de inmuebles eclesiásticos al Ayuntamiento si no acceden a retirar las obras. El Obispado avisa también de que, en el caso de que su petición no sea aceptada, se pondrán en marcha las «acciones jurídicas pertinentes»".
"El obispo de Ibiza manifestó su «más enérgica y rotunda condena», su «reprobación más firme» y su «rechazo de plano sin ningún tipo de paliativo» al contenido de las tres obras expuestas en la muestra colectiva Vamos a Ibiza, que se exhibe en una de las iglesias más antiguas de la isla.
La Diócesis aclaró que, en un primer momento, y si el Ayuntamiento persiste en mantener las tres piezas expuestas, denunciará el acuerdo firmado en su día para el uso municipal de la iglesia como espacio expositivo por incumplir los términos de la cesión.
La cláusula sexta del convenio entre la Fundación Diocesana Isidoro Macabich y el Patronato Municipal de Arte Contemporáneo (MACE) establece que anualmente las dos partes contratantes pactarán, de mutuo acuerdo, el calendario y el contenido de las actividades relativas a la utilización de L'Hospitalet, una norma que -según el comunicado- se habría incumplido, ya que «nunca este Obispado o la fundación hubieran dado su consentimiento a tal exposición ofensiva con los nobles sentimientos de los católicos»".
A obra é bem instigante e retrata certamente a concepção do artista da hipocrisia da Igreja Católica em relação ao homoerotismo. Escolheu para ícone João Paulo II, o mais intransigente papa no trato com a questão da diferença. Ora, ora, ora! Vamos e venhamos… Fora, Fu! Tudo pela liberdade de expressão. Até mesmo essa tão polêmica sodomia. Sei que acabo de sodomizar a Igreja. E daí?
Aliás, a visita do Papa Bento a Nova Iorque vem demonstrar que ele, pelo menos, teve a decência de admitir e pedir uma reflexão sobre os abusos sexuais que o clero estadunidense cometeu e continua cometendo até que se prove o contrário! Mas como tudo deve seguir seu rumo sem mudanças, as indenizações continuarão a ser pagas!!!

Um comentário:

renata disse...

Olá Dene, que bom receber noticias suas e saber de mais um espaço de informação e troca. Adorei o Blog!
Vou adiconá-lo ao letra e fel.
você acha que volta dos esteites ainda este ano? adoraria tê-lo na minha banca.
Forte abraço
Renata Bomfim